{ reflexão semanal }

Newsletter nº26 / 2020

Vencendo Juntos os Tempos de Descontentamento

por Jim Langley

Talvez você possa se identificar com o que eu chamo de “tempos de descontentamento”. A maior parte da vida não é o proverbial mar de rosas que gostaríamos que fosse. Todos nós passamos por tempos em que desejaríamos que a vida fosse menos stressante e mais confortável – tempos em que nossa emoção mais primária é o descontentamento. Muitas pessoas agem como se tudo fosse maravilhoso, quando na realidade as suas circunstâncias são tudo, menos maravilhosas.

Tais indivíduos geralmente vivem de fachada, não dizendo nem mesmo às pessoas mais próximas a extensão dos seus problemas e preocupações. Eles agem como se escondenssem os seus problemas faria com que eles desaparecessem. Você já passou por isso? Tenho sido afortunado por ter amigos próximos nos quais posso confiar, não importa o que a vida lance em meu caminho. Muitos dos meus negócios atualmente criam bastante stress, por isso é ótimo ter alguns homens de negócios cristãos com os quais eu posso contar, tanto para me ouvir como para oferecer conselhos prudentes.

O meu envolvimento com a ASPEC tem sido um recurso maravilhoso ao longo dos 33 anos passados. Tem sido muito bom estar cercado por outras pessoas que se identificam com as provas e desafios comuns da vida. Estar envolvido com tais homens que pensam da mesma forma, tem me dado forças para não me render ao inimigo e, ao contrário, perseverar em meio às ardentes dificuldades do empresariado.

Um dos meus versículos favoritos da Bíblia é Eclesiastes 4:12, que diz: “Um homem sozinho pode ser vencido, mas dois conseguem defender-se. Um cordão de três dobras não se rompe com facilidade.” A vida é melhor quando funciona como uma equipe desportiva! Estive envolvido grande parte de minha vida com equipas desportivas. Quando uma equipa joga em conjunto, sem se preocupar com o desempenho e a glória pessoal, um fenómeno sinergético geralmente acontece. Existe uma sensação única de satisfação associada às vitórias da equipa – e mesmo às derrotas – nos desportos e na vida.

O trabalho em equipa nos negócios tem resultados similares. E quando compartilhamos com companheiros que creem em Jesus Cristo, experimentamos vitórias ainda mais doces. Celebramos não apenas as realizações pessoais, mas também a alegria de trabalharmos como uma equipa, compartilhando habilidades e talentos, para atingir um objetivo ou cumprir uma missão.

Isso faz-me lembrar uma passagem, Lucas 24:31-32, que descreve dois discípulos a caminhar e a conversar com Jesus – depois de Sua morte, sepultamento e ressurreição – na estrada para Emaús, sem se darem conta de que Ele era o Senhor. Ao final desta cena, Jesus parte o pão com eles e desaparece. O texto diz: “Então os olhos deles foram abertos e O reconheceram e Ele desapareceu da vista deles. Perguntaram-se um ao outro: ‘Não estava a queimar o nosso coração, enquanto Ele nos falava no caminho e nos expunha as Escrituras?’”

Com o Espírito Santo a viver dentro de todos os que seguem a Cristo, nós também podemos sentir os nossos corações e mentes arderem quando juntos enfrentamos as aflições aqui na terra. O apóstolo Paulo com certeza experimentou a sua porção de tempos de descontentamento depois da sua conversão, quando passou de perseguidor de cristãos a zeloso embaixador de Cristo. Em todas as suas cartas às igrejas em Roma, Corinto, Galácia, Éfeso, Filipos, Colossos e Tessalônica, ele fala das lutas que enfrentou pela causa de Cristo.

Em meio a todas elas, ele permaneceu forte e inabalável firmado no imenso amor de Jesus e movido pela sua dedicação a Seu Senhor e Salvador. Posso apenas imaginar que houve momentos em que Paulo venceu o desespero ao receber o conforto de irmãos e irmãs em Cristo que o encorajaram na grande obra que o Senhor entregou a ele para cumprir.

Como seguidores de Jesus Cristo, todos nós passamos por tempos de sofrimento e desafios enquanto aprendemos a colocá-Lo acima de todas as coisas. A trabalhar juntos, em equipa, compartilhando a nossa paixão em comum por servir o Senhor, nós podemos encurtar os nossos tempos de descontentamento, substituindo-os por alegria.

Partilha esta Reflexão

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
“Um homem sozinho pode ser vencido, mas dois conseguem defender-se. Um cordão de três dobras não se rompe com facilidade.” Eclesiastes 4:12

Reflexões da Semana é um serviço da ASPEC – Associação de Profissionais e Empresários Cristãos, em colaboração com “CBMC International”. Para mais informações não hesite em contactar-nos.