{ reflexão semanal }

Newsletter nº18/2021

Onde Estariamos Sem os Heróis Anónimos

por Robert J. Tamasy

Raramente os vemos, mas são indispensáveis. Estou a falar daqueles indivíduos que trabalham nos bastidores e tornam possíveis os bons resultados que obtemos todos os dias. Podemos chamar-lhes «heróis anónimos», porque raramente recebem o crédito ou o reconhecimento que justamente merecem. Todas as empresas e organizações os têm — homens e mulheres que tratam dos detalhes e de todo o trabalho penoso necessário para que os projectos se concretizem. Nenhum grande evento, das conferências e convenções aos concertos, poderia acontecer sem aquelas pessoas que passam despercebidas e que se asseguram de que cada assunto é devidamente resolvido.

Fui recordado disto recentemente, ao descobrir que tinha falecido uma das pessoas fiéis que todas as semanas traduzem as «Reflexões Semanais» do original, em inglês, para muitas outras línguas. Ao longo de mais de 20 anos, Anna Fulchignoni, do Rio de Janeiro, traduzira as «Reflexões Semanais» do original, em inglês, para italiano. A sua versão traduzida era depois distribuída a pessoas de língua italiana em muitas partes do mundo. Quem sabe quantas vidas foram tocadas pelo seu trabalho diligente?

Iniciadas em 1997, as «Reflexões Semanais» estavam disponíveis originalmente apenas em inglês e eram enviadas por fax. (Ainda se lembra daquelas máquinas?) Hoje, cada edição destas meditações para o local de trabalho é traduzida do inglês para mais de 20 línguas diferentes e enviada por e-mail, por todo o mundo, para leitores na Europa, em África, na Ásia, na América Latina, na Austrália e até mesmo em partes do Médio Oriente. Os tradutores laboram na obscuridade, exclusivamente por causa da sua dedicação a Deus e da crença naquilo que a Bíblia ensina para o mercado de trabalho dos dias de hoje.

Não temos maneira de saber com segurança, mas estimamos que mais de um milhão de pessoas receba, todas as segundas-feiras, as «Reflexões Semanais» em espanhol, português, francês, alemão, holandês, afrikaans, chinês, coreano, japonês, polaco, húngaro, romeno e em várias outras línguas. Devemos a nossa gratidão às pessoas fiéis que fazem este trabalho; acreditamos que, para cada uma delas, é um trabalho de amor.

Quem são os «heróis anónimos» do seu local de trabalho, que fazem o necessário mas discreto trabalho que possibilita que a sua empresa ou organização leve a cabo a sua missão? Talvez o leitor seja um deles. Aqui estão algumas coisas que o Senhor diz a respeito destes indivíduos:

Medir o sucesso por um padrão diferente. Costumamos avaliar a grandeza de alguém pelo estatuto social, pelos níveis de rendimento, pela fama ou pela produtividade mensurável. No entanto, Jesus apresentou uma perspectiva diferente: «[…] “Sabeis que os que julgam ser príncipes das gentes, delas se assenhoreiam […] Mas, entre vós, não será assim; antes, […] qualquer que de entre vós quiser ser o primeiro, será servo de todos.”» (Marcos 10:42-44).

A nobreza de ser um servo. Se alguma vez houve alguém que não devia ter realizado qualquer trabalho de bastidores de forma discreta, foi Jesus Cristo. Contudo, Ele declarou que, mais do que qualquer outra coisa, o Seu papel durante o Seu ministério terreno era o de um servo. «Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos.» (Marcos 10:45).

As coisas pequenas totalizam grandes proezas. Depois de contar uma parábola sobre três trabalhadores que mostraram três diferentes níveis de diligência no seu serviço (Mateus 25:14-30), Jesus concluiu dizendo que aqueles que tinham feito tudo o que podiam seriam recompensados. «E o seu senhor lhe disse: “Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei […]”» (Mateus 25:21,23).

Partilha esta Reflexão

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
“Sabeis que os que julgam ser príncipes das gentes, delas se assenhoreiam […] Mas, entre vós, não será assim; antes, […] qualquer que de entre vós quiser ser o primeiro, será servo de todos.” Marcos 10:42-44

Reflexões da Semana é um serviço da ASPEC – Associação de Profissionais e Empresários Cristãos, em colaboração com “CBMC International”. Para mais informações não hesite em contactar-nos.