{ reflexão semanal }

Newsletter nº12/2021

Enfrentar o Medo, Mantendo o Foco na Fé

por Jim Langley

Já reparou como é fácil focarmo-nos nas provas e tribulações que nos cercam nestes dias? Muitos perderam o contacto com a realidade enquanto, infelizmente, lidam com oportunidades limitadas de socializar e prosseguir com um estilo de vida razoavelmente normal. Mas, em vez disso, a coisa sábia que eu sugiro que todos nós façamos é: enfrentar o medo, mantendo o foco na fé!

Pode parecer um passo drástico para muitas pessoas, mas sei que funciona para mim. Estes tempos turbulentos requerem medidas drásticas se quisermos sobreviver a esta nova realidade. Parece haver demasiadas coisas fora do controlo; podemos facilmente deixar-nos levar pelas ondas de incertezas.

Enquanto proprietário de uma empresa que foi considerada essencial, tem sido óptimo estar no escritório seis dias por semana e continuar a ter contacto com clientes via telefone, e-mail e sessões online no Zoom. Os meus clientes precisam de mim e eu deles; tenho sido capaz de encorajar a muitos à medida que lidamos com esta crise contínua.

Isto faz-me lembrar um relato bem conhecido da Bíblia, que se encontra em Mateus 14:22-36, quando Jesus enviou os Seus discípulos para o outro lado do lago, enquanto Ele subia a encosta da montanha sozinho para orar. Isto aconteceu ao final da tarde do dia em que Ele alimentou 5000 pessoas tendo apenas cinco pães e dois peixes. Bem cedo, na manhã seguinte, Jesus foi ao encontro dos Seus discípulos de forma muito invulgar: andando sobre as águas. Quando os Seus seguidores o viram, ficaram aflitos e gritaram com medo, pensando estar a ver um fantasma.

«Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: “Tende bom ânimo, sou eu, não temais.” E respondeu-lhe Pedro: “Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo, por cima das águas.” E ele disse: “Vem.” E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas, para ir ter com Jesus. Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: “Senhor, salva-me!” E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: “Homem de pouca fé, porque duvidaste?” E, quando subiram para o barco, acalmou o vento.» (Mateus 14:27-32).

Tal como o apóstolo Pedro, se nos concentrarmos na turbulência que está ao nosso redor, também nós podemos afundar-nos na depressão e no desespero. Mas repare na reacção de Pedro quando começou a afundar-se. Ele rapidamente clamou: «Senhor, salva-me!» E foi exactamente isso o que Jesus fez. Ele estendeu a mão e resgatou Pedro das ondas. Pedro sabia que necessitava desesperadamente de socorro ou iria afogar-se. Assim como aconteceu com Pedro, Jesus está à espera do nosso pedido de socorro também.

O Salmo 46 começa assim: «Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Pelo que não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares, ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza.» (Salmos 46:1-3).

Os Salmos estão repletos de garantias de que o Senhor estará connosco em tempos turbulentos. Ouça as palavras do apóstolo, que se encontram em I Pedro 5:6-7: «Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que, a seu tempo, vos exalte; lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.»

Pedro sabia por experiência própria que o seu Senhor o levantaria em tempos de necessidade. Jesus está disponível a todos os que colocarem a sua confiança n’Ele. Se ainda não foi convencido pelo poder do Espírito Santo e se lhe falta a fé de que estamos a falar, considere a possibilidade de dar um passo ousado de fé em direcção aos braços de Jesus nestes tempos de turbulências. Basta-lhe admitir a sua natureza pecaminosa, dispor-se a desviar-se dos seus caminhos de pecado e pedir a Jesus que o aceite na Sua família de crentes. Tendo feito esse simples acto, poderá então começar a encarar o medo, mantendo o foco na fé!

Partilha esta Reflexão

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Mateus 14:27-32

Reflexões da Semana é um serviço da ASPEC – Associação de Profissionais e Empresários Cristãos, em colaboração com “CBMC International”. Para mais informações não hesite em contactar-nos.