Os nossos artigos

Os Objetivos de Deus para a Gestão do Nosso Tempo

Como técnico de gestão de tempo …Deus convenceu-me (em 2015 ) profundamente que eu precisava começar a integrar a minha fé Cristã no meu trabalho. Aquilo levou-me numa jornada para descobrir o caminho da “gestão do tempo divino.” Um conceito resumido no Salmo 46:10a (NASB): “Parai de lutar e reconhecei que Eu sou Deus.”

A gestão do tempo divino não é só sobre incluir um tempo de estudo da Bíblia na sua agenda diária , ou ir à igreja aos domingos…é antes uma inteira abordagem diferente de pensar sobre o tempo.

Deus não quer que nós idolatremos a nossa capacidade de nós controlarmos e de como gerirmos as nossas vidas. Em vez disso, Deus deseja que nós coloquemos a nossa confiança Nele no centro de tudo o que nós fazemos.

Como o Salmo 127:1-2 (ARC) nos encoraja:
*”Se O Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que edificam.
Se o Senhor não guardar a cidade,  em vão vigia a sentinela. inútil vos será levantar de madrugada
repousar tarde, comer o pão de dores,pois assim dá Ele aos seus amados o sono”*

Para experimentar esta mudança, nós temos de começar por abandonar os objetivos errados para a gestão do tempo (que parecem tão certos) e buscar os alvos certos.

Aqui estão alguns dos objetivos errados que nós podemos facilmente cair:

Controlo: Pensar que nós temos as coisas tratadas e que não precisamos da ajuda de Deus

Prazer: Procurar sentir-se bem o melhor possível

Realização: Focar-se exclusivamente em ter as coisas feitas

Ser o Melhor __: Estar ali para as pessoas ao máximo para obter autovalorização

Algum destes objetivos errados soam-lhe familiar? Eu sei que eu tenho caído nestas metas mundanas mais vezes do que eu gostaria de admitir. Mas a boa notícia é que nós podemos voltar a Deus, pedir pelo Seu perdão e redirecionar os nossos corações em direção aos Seus desejos para a gestão do nosso tempo.
É tão simples como isto, apenas diga, “Deus, peço desculpa pelo [objetivo errado]. Por favor ajuda-me a compreender os Teus objetivos para o meu tempo, a colocar confiança em Ti e a pôr-te no meu centro.”

Como Tiago 4:13-16 (ARC) avisa-nos, é crítico como Cristãos nós reconhecermos que Deus é Senhor do nosso tempo:
“ «Eia agora vós, que dizeis: Hoje, ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos; Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã.

Porque, que é a nossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece; Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo. Mas, agora, vos gloriais nas vossas presunções: toda a glória tal como esta é maligna.”

Vamos pôr a nossa confiança em Deus, não em nós mesmos, para a gestão do nosso tempo.
In Divine Time Management

Partilha este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.