Os nossos artigos

E se os seus filhos não tivessem mesada?

As crianças são como esponjas. Absorvem tudo à volta delas – especialmente as coisas que os pais tentam ensinar com exemplos.

Mas aqui está uma realidade: muitos pais hoje ficam tão fixados no que as crianças querem que se esquecem do que elas na verdade precisam. E o que as crianças mais precisam – e que vai trazer mais benefícios ao longo da sua vida – é a compreensão do esforço e dedicação no trabalho.

Ensinar uma criança lições sobre o trabalho não é para o benefício dos pais. Ensinamos as crianças a trabalhar porque isso dá-lhes dignidade num trabalho bem feito e as ferramentas e carácter para serem bem-sucedidas quando forem adultas https://vaigeneric.com/generic-cialis/. Podem questioná-lo agora, mas um dia irão agradecer-lhe.

A melhor parte é que o trabalho feito com diligência é um antídoto para a sensação de que só existem direitos, e que se podem colocar de parte os deveres. É essencial para aprender a dar valor ao dinheiro.

O que sabemos em adultos, aprendemos em criança – Os seus filhos seguirão o mesmo percurso

A pior coisa que um pai pode fazer é tornar-se uma máquina multibanco humana, e dar dinheiro todas as vezes que o pequeno João quiser comprar alguma coisa. Qual é o pai que gosta disto? Mas esta é a ideia subjacente à mesada: dar dinheiro à criança, mesmo que ela não tenha merecido.

Não estamos a dizer que não deva ser generoso. Uma surpresa de vez em quando é ótima. Todos os pais gostam de dar coisas boas aos filhos! Mas iniciar um plano de mesadas só vai ensinar às crianças que a mãe e o pai vão comprar tudo o que quiserem, sem eles mexerem um dedo. Isso é a realidade, quando têm 2 anos. Não é bom se tiverem esta mentalidade quando tiverem 32! E o que as crianças aprendem, fica com elas na idade adulta!

Uma mesada alternativa: comissão

Existe uma maneira de ensinar às crianças de que o dinheiro está ligado ao trabalho. Pode começar a ensiná-las desde os 3 ou 4 anos. Quer saber como? É o sistema de comissões, e é bastante simples!

Assim que os seus filhos forem crescidos o suficiente para começarem a fazer tarefas, podem fazer algum dinheiro com elas. Se trabalharem, recebem dinheiro. Se não trabalharem, não recebem. Se conseguem perceber como o dinheiro aparece com 4 anos, então estarão mais que prontos para a realidade do trabalho aos 24.

Note ainda que as tarefas de comissões devem ser um extra às tarefas de família.

Como começar com as crianças este sistema de comissões?

Em primeiro lugar, certifique-se de que as tarefas e o valor pago são apropriados à idade. Por exemplo, pode pagar 20 cêntimos ao seu filho de 3 anos se arrumar os brinquedos todos, e 40 cêntimos se fizer a cama. Não se preocupe com qualidade nesta altura. Apenas mostre algum entusiasmo por a tarefa ter sido completa, e pague imediatamente. Assim ele vai criar a associação entre trabalhar e receber o dinheiro.

As crianças adoram coisas novas! Tente esta abordagem, e veja se não vão adorar.

Se por outro lado estivermos a falar de uma criança de 10 anos, pode dar mais liberdade e independência para ser bem ou mal sucedido. Pode fazer uma lista de tarefas que deve ficar concluída até ao final da semana: alimentar o cão, arrumar a louça, levar o lixo. No final da semana verifique as tarefas que foram concluídas, e pague de acordo com isso.

Provérbios 22:6 diz “Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles.” (NVI). Se começar com eles este sistema de comissões, isso ajudará a prepará-los para o mundo do trabalho mais tarde. A ética de trabalho irá ficar com eles durante a idade adulta.

Fonte: Dave Ramsey, Why Your Kids Don’t Need an Allowance

Partilha este artigo

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.